Meio de volta...

terça-feira, dezembro 28

Sou eu aqui azucrinando!


Ah!! MAs hoje eu estou numa agonia inquietante,irritante ,exasperante e inoperante!!
Irritada com a hora covarde que me devora e me ignora!
Não sei para que relógio, horas espaço e tempo!! E chato demais as horas,os compromissos voam para longe de você graças ao mundo que gira e te empurra!!

To muito irritada  com a conta,com a amiga e o mundo... com a intriga.
Sou contraria a oposição pq eu sou contra tudo que se reproduz e morre.
Sou libertária por natureza!
Por ser louca tosca e boba!

Chateada com a esta historia arrogante de ser aquilo que preciso ser para continuar a ser quem eu sou ! Loucura ! Isso sim e saída digna, falar o que quer do jeito que melhor convir e alguém te dar um remédio para dormir e Bons sonhos!!

O mundo gira não ao seu redor ,mas gira para vê se consegue passar por cima de você!!! Corre gente!!Que a roda do mundo vai girar e pode ser que dessa vez você seja a próxima pedra na curva da esquina.

Eu não vim aqui hoje escrever nada que fale do meu lado escuro ou obscuro quem sabe obtuso de ver a minha vida ou vida alheia, vim aqui hoje dizer que to aqui,que certa nunca fui , mas doida fui as vezes e louca pode ser que seja um dia,vim aqui só para dizer que isso ta com cara de TPM e das bravas e melhor ir tomar banho me enfeitar de flores e espinhos e que venha o próximo da fila para me infernizar pq eu to cuspindo maribondo e fazendo curativo com álcool e ainda posso assoprar se você reclamar !! hehehe que o trem ta vindo mas veloz que ontem ,mas quente hoje e mas intenso que o manhã!! big beijo no meio da loucura para todo o doido que se dispor a ler tudo isso!!! fui...aff

domingo, dezembro 26

Até 2011

Fim de ano a correria de um "tempo fatiado" segundo Drumond!!
Eu entro na correria pq não tenho outra opção,pq assim é...
Sei lá como será o ano que vem...nem sei se será..nem sei se lá eu chego...tudo não é..tudo pode não ser..nada é mais importante.chegamos mesmo no fim.
E que venha então o fim do ano e todas as suas promessas que eu aconselho que ninguém as faça e frustrante chegar ao fim e ver que nada continua nada! Só se prometa rir mais, amar mais e gastar de menos! De resto o que vier será bem vindo.
                                                        Bom fim de ano à todos que alguns sonhos bons se realizem.

Depois da Meia Noite-Capital Inicial





Dias de verão e noites de inverno


A cidade as vezes é o inferno

Criei então um universo

Onde tudo era perfeito e feito pra nós dois



Passamos muito tempo sentados na calçada

Falando sobre tudo e não dizendo nada

Seu sorriso vale mais de mil palavras

Deixa que o futuro fica pra depois



Depois da meia-noite nós acendemos as luzes da cidade

Nos abraçamos e ficamos juntos até nascer o sol



Noites de verão e dias de inverno

Poucos minutos parecem eternos

Você sabe eu não sei mentir

Esse mundo perfeito nunca vai existir



Não quero esquecer as noites viradas

Falando sobre o mundo até a madrugada

Nos seus olhos eu vejo a verdade

Faça o que você fizer diga o que você quiser



Depois da meia-noite nós acendemos as luzes da cidade

Nos abraçamos e ficamos juntos até nascer o sol



Por quanto tempo só nós dois


Depois da meia-noite nós acendemos as luzes da cidade

Nos abraçamos e ficamos juntos até nascer o sol



Depois da meia-noite nós acendemos as luzes da cidade

Nos abraçamos e ficamos juntos até nascer o sol



Depois da meia-noite

domingo, dezembro 12

Sábado...

As ruas estão  vazias de novo.
Estou cansada.
Mas, não vou estar mais só.
Nunca ..mais...

domingo, dezembro 5

"Rascunho na escuridão"



A lua negra me presenteia
com uma estranha figura
lépida e esvoaçante
que projeta sua sombra
nas paredes de minha morada.
sigo-a rapidamente
com meus olhos afeitos
a penumbra da da noite
e vejo que é uma mariposa.
através do lufar de suas asas
uma doce e obscura sensação
permeia meu corpo e minha mente;
sons de uma conhecida melodia
densificam-se em meus sentidos;
as notas graves e descompassadas
me traz a recordação
da imagem pálida do teu corpo -
- uma ode ao sobrenatural!
sei que tua sede é grande,
tão grande quanto a minha,
mas aguardo o momento exato
de sentir teu chamado
e ir ao teu encontro,
protegido pelo manto
da nossa Mãe, a Escuridão.
sairei de minha pousada,
que vela minha não-Vida e,
num breve espaço de tempo
que não pertence aos mortais,
estarei defronte a tua cripta,
onde uma lápide cinza
ainda enaltece teu nome
num curto e singelo epitáfio -
- uma tentativa humana
de tentar eternizar aquela
que foste no passado...
Estarás me esperando
de braços abertos e,
como sempre, nossos corpos
mórbidos e gelados
se entrelaçarão num abraço
que velará nossa maldição;
nossos olhos iridescentes
penetrar-se-ão simultâneamente
até que nossos afiados caninos
perfurem nossas línguas
até sermos tocados pelo prazer
do beijo frio e renovador
a consagrar nossa não-Morte.
Ligados um ao outro
através de nossas jugulares,
uma vez mais padeceremos
o sofrimento do gozo ímpar,
intensificado e perpetuado
na troca acolhedora e indizível
de nosso negro fluído vital -
 - o sangue renovador
dos nossos aguçados instintos.
Ao término de mais uma jornada,
já fartos e banqueteados
do sangue vermelho e quente
jorrado de nossas vítimas,
imersos na eternidade
que nos acolhe e tortura,
retornamos as nossas criptas
plenos, porém, insatisfeitos,
sabedores que nossa meta
culmina em amarga solidão...
E tudo isso, até quando!?

                    F I M
(Autor anónimo...meio incognito...morcergosmar) 

domingo, novembro 28

Detonautas -- Verdades do mundo



Te encontro nas ruas até de olhos fechados
Sinto a tua presença e a lembrança que eu tenho de você
Me faz querer te abraçar
Querer te encontrar
Das coisas que digo sobre a gente ter coragem
Às vezes me esqueço e quando vejo, outro dia clareou
E eu fiquei aqui
E eu fiquei aqui
É difícil viver as verdades do mundo
Quando o seu coração não se sente à vontade
É difícil viver as verdades do mundo
Quando o seu coração não se sente à vontade
Sigo os seus passos invento certezas
É certo que fracasso algum será capaz de me fazer desistir
Porque eu não vou me entregar, eu não vou desistir
E se eu puder fazer por ti o que ninguém jamais fez por mim
Eu faço
Eu faço
É difícil viver as verdades do mundo
Quando o seu coração não se sente à vontade
É difícil viver as verdades do mundo
Quando o seu coração não se sente à vontade

me ame

Sem pressa, sem medo, sem pensar
me ame
com carinho, com desejo, com ardor
me ame
com dor, com tesão, com amor
me ame
de manhã, à tarde e à noite
me ame de madrugada com aquele soninho
que vai despertando de mansinho
e transformando o menino em homem,
a menina em mulher,
....me ame
 

domingo, novembro 21

Até...




Você não vê o fim da vida até que alguém muito próximo desfalece...morre.

Um coração pulsante na estrada.
um fio de cabelo levado pelo tempo,pelo vento.
Os olhos de luz e vida. Fechados.
Breve..silêncio..amanhecer..o sol..vida?
Assombro,dor e lamento.
Muito mais que isso..ela morreu!
Você acorda..e percebe que o "fim"
caminha com você todos os dias...
E a máxima de que todos os dias são únicos é verdade!
Verdades,mentiras,juras de amos,morte ou vida..certeza de nada!
Dúvidas que sejam doces!? Não é André?!
Então olho no relógio na minha frente
me levanto e hora de me despedir...
no fim..do corredor..ouço soluços...
murmuros,gente com olhar de compaixão..
então ..era o fim..Adeus,querida..Adeus!

                                                                                                 para "P" que a paz esteja contigo.Let's

domingo, novembro 14

Chuva - Rain




Muito bom..vale a pena dá uma conferida. Todo som de chuva feito com uma orquestra..uma orquestra muito especial!
                                                                                                                                             Let's

Domingo..chuva

Domingo...chuva...Novembro...lembranças
Dormir e acordar hoje é um dia lento...chove
Ouço músicas..elas me trazem lembranças,histórias e loucuras..
Amanhã tudo será diferente de hoje..amanhã tudo será melhor..
Olhar a chuva é melancólico,bucólico...e tedioso..hoje é domingo..chove
São as chuvas de novembro ..alguém já cantou isso ..em algum lugar a muito tempo
As chuvas de hoje me fazem lembrar...mas eu sei que amanhã eu vou esquecer..
Eu sei que amanhã tudo será melhor..sei que tudo vai ser melhor
Eu olho as chuvas ..as gotas ...a vida pela janela...sentada ...olhando para rua vazia
triste e fria...eu sei que amanhã vai ser melhor....
A chuva cai. Esta mesmo frio...as lembranças nem sempre borbulham as vezes e só o olhar para o nada.
As vezes e só admiração pela chuva,pelo frio ...por ser novembro...nem sempre me lembro..nem sempre lamento tem dia que só aceito. Tem dia que eu só contemplo não importa se é chuva ou calor...só para e contemplo..eu vivo..eu respiro o ar sujo ou limpo para dentro dos pulmões...sujo ou não eu vivo...e quando eu vejo quem eu sou ...e quem eu posso ser...apenas contemplo..e vivo..vivo..respiro ..olho a chuva...molho as mãos..lavo o rosto...não sinto mais frio...molho meus braços ...estou na chuva,sou a chuva. já não existe o frio ...me limpo...vivo..a chuva,o domingo,novembro..sem lembranças.
Amanhã será um outro dia.

Madrugada

A madrugada chega inquietante fria,distante,sinistra. Lembro-me de você..lindo e quente...tranformo a distância em pensamentos viajo na minha imaginação ao te encontro..

  Nú sobre a cama,dormindo frágil,,,,é lindo ..indefeso..meu homem nú! Sua respiração suave,seu rosto em repouso..seu corpo largado sobre a cama o leve sorriso que te contorce os lábios que gosto tanto de beijar...
Te ver assim é uma delícia! Uma tortura!
Te ver assim solto,nú,largado sobre as cama ..sobre os lençois brancos,abraçados ao meu travesseiro suspirando sentindo meu perfume..meu homem nú...
- É uma pena....vou te acordar..porque meus sentindos estão gritando...

terça-feira, novembro 2

Scorpions x Tarja Turunen

meu pedido...



...tirai de mim todo o amor para suportar a loucura dos fracos
...tirai de sobre mim as benevolências para que eu suporte a infantilidade dos homens
...tirai de mim o gozo,o riso para suportar a curiosidade dos tolos

Arrancai de mim este coração para que eu não amoleça diante da flor,do amor,das lágrimas,da dor, da paixão e de ti!
Arrancando me tudo isso já posso viver....
                                                                
                                                                                                                       Let's

domingo, outubro 31

Happy Tree Friends - Ka-Pow! Operation Tiger Bomb

A Charlie Brown Heavy......eu adoro!

Então e isso ....Halloween

Quando se é adolescente se faz coisas que ..bom que quase ninguém faria!!! Meu primeiro contato com uma possível vida passada eu tinha +- 15 anos como e melhor não comentar aqui ,mas fiquei sabendo que tinha sido uma bruxa na Córsega no ano de 1450,era idealista,lutava pelos menos favorecidos...bom devo ter morrido!!! Mas ,muito recentemente fiquei abismada quando uma senhora olhou para mim na rua sorriu estranho e falou um nome que até hoje não esqueço ,mas não quero falar aqui...só me disse que todo possível assédio que poderia estar acontecendo agora ou que estaria para acontecer estava relacionado a uma das minhas vidas passadas uma dançarina do vento que fez homens do mundo todo viajarem somente para "me" ver dançar,nunca me casei a dança era um trabalho...coisas estranhas ..se acredito ou não se vocês vão acreditar ou não eu também não sei pq até eu mesma acho tudo muito nebuloso e sem conexão.
ótimo halloween para todos!!!

domingo, outubro 24

Espera



Domingo no escuro sozinha. 
Ninguém me vê,eu vejo à todos.
Só..como sempre foi ..como sempre será.
Almas doces. Amores quentes.Alma Gêmea.
Nada hoje se encontra aqui.
Ali no canto da sala minha alma geme.
O chão e o limite não posso cair mais que isso...não posso..
Espero o dia chegar abraçada aos meus joelhos com olhos de petição.
Não durmo na madrugada,você me chama e eu tenho medo que seja para me dizer -ADEUS!-
Não vejo a manhã passar eu durmo.
E sonho.
Não choro.
Minha alma esta só.
Meu corpo caminha...meus olhos me guiam para o fim.
O vento da tarde...os sussuros,sua voz...o som...ouço música.
Não tenho botão de off...
Só...eu volto para mas uma noite abraçada aos joelhos...

Lightning Crashes ( só para ouvir)

sábado, outubro 23

Led Zeppelin - All Of My Love





Todo Meu Amor Led Zeppelin

Eu não devo me apaixonar?

Meu fogo na luz

Perseguir uma pena no vento

Dentro do brilho que tece o tecido do prazer

Lá se move uma linha que não tem fim

Pois muitas horas e dias que passam logo

As marés fizeram a chama escurecer

Finalmente o braço está reto, a mão para o tear

Isto vai terminar ou apenas começar?



Todo o meu amor, todo o meu amor

todo o meu amor para você agora

Todo o meu amor, todo o meu amor

todo o meu amor para você agora



o copo está levantado, o brinde é feito novamente

uma voz é clara acima do barulho

Ariano orgulhoso, uma palavra, minha vontade para sustentar

para mim, o tecido mais uma vez para girar



Todo o meu amor, todo o meu amor

todo o meu amor para você agora

Todo o meu amor, todo o meu amor

todo o meu amor para você agora, criança



Seu é o tecido, minha é a mão que costura o tempo

dele é a força que está por dentro

nosso é o fogo, todo o calor que podemos achar

ele é uma pena no vento



Todo o meu amor, todo o meu amor

todo o meu amor para você agora

Todo o meu amor, todo o meu amor

todo o meu amor para você agora, criança



Algumas vezes...é todo o meu amor

todo o meu amor para você agora

Sim, eu fico um pouco solitário

Eu aguento...um pouco solitário







http://www.vagalume.com.br/

Fim

Os passos...
            estou no céu...
A tormenta...
         e um véu que cobre meus olhos.
Meus sonhos...
        não existem.
Sou eu ...
       que caminho nas areias.
Você...
       não esta mais aqui.
Você...
      não vive mais em mim.
                                             FIM.


terça-feira, outubro 19

A Grande Dama II




Morrer..

Morrer,por você
Morrer,por mim
Morrer,por nós...
É o brilho do amor estava em seus olhos...
É o doce veneno da paixão escorria dos lábios
Rodopiava em seus braços,não sentia o chão.
Seus olhos me levavam para longe.
O perfume nos enebriava e nos sedava...
minha pele se arrepiava.
Era tudo ilusão,tupor...tuda era veneno e um corpo que não era mais o meu
Eu nunca fui de ninguém!
Eu não sou de ninguém!
Sou louca,loba faminta de corações que morreriam por uma vida inteira de..
amor,paixão e prazer!
O prazer é por minha conta!
A paixão me move mas, do amor eu fujo..
Tenho dores demais,desamores e desabores e muitas tentações
no meu caminho...não meu coração não tem ninguém!!!
A não ser minha própria imagem refletida..com meus olhos de traição
com lábios numa busca infinita de um desejo continuo e infeliz...já não sei de que...ha! aff!
Deveria voltar e amar alguém mais não sei fazer isso e talvez eu não queira isso...!

TheY Stood Up For Love




They Stood Up For Love

Amantes Nus sentem o sangue em baixo das veias
Nervos Elétricos se comunicando
Com pequenas explosões pelo nosso cérebro
Que é esta energia que nunca deixa ou vai?
Vem da paixão a unica glória
Desta estória humana
Eu dou meu coração e alma para alguém
Nós gastamos toda nossa vida
saindo fora da nossa mente
Retorne para nosso nascimento,
a frente da nossa morte
A maioria dos Cientistas dizem,
Todas as coisas são luz,
Não criada, destruída mas eternamente brilhante
O Senhor de todo o tempo Senhor de todo lugar
Aqueles que ficaram por amor
abaixo da linha do ódio
Na linha do ódio
Quem colocou a flor no barril daquela arma?
Quem acendeu a vela, começou o fogo,
Botou fogo na fortaleza, no trono?
Quem pôs em casa todos os refugiados num
único cômodo
Ou num bangalô humilde?
Quem vive em uma dimensão diferente,
Livre das Lutas que nós sabemos?
Eu dou meu coração e alma para alguém
Nós gastamos toda nossa vida
saindo fora da nossa mente
Retorne para nosso nascimento,
a frente da nossa morte
A maioria dos Cientistas dizem,
Todas as coisas são luz,
Não criada, destruída mas eternamente brilhante
O Senhor de todo o tempo Senhor de todo lugar
Aqueles que ficaram por amor
abaixo da linha do ódio
Nós gastamos toda nossa vida
saindo fora da nossa mente
Eles vivem na luz
Nós fizemos isto para a lua
Mas nós não podemos fazer isto em casa
Esperando um resgate que nunca vem
Feito isto à lua
Mas nós não podemos fazer isto em casa
Talvez casa seja onde o coração desiste
Para aquele, Para aquele
Nós gastamos toda nossa vida
saindo fora da nossa mente
Retorne para nosso nascimento,
a frente da nossa morte
Nós gastamos toda nossa vida
saindo fora da nossa mente
Eles vivem, Eles
Eles ficaram por amor
Ficaram por amor
Ficaram por amor
Eles ficaram por amor
Ficaram por amor
Ficaram por amor
Nós gastamos toda nossa vida
saindo fora da nossa mente
O senhor de todos os tempos
Nós gastamos toda nossa vida
saindo fora da nossa mente
Ficaram por amor

segunda-feira, outubro 11

Biquini Cavadão- Vou te levar comigo ( é sim eu to mto biquini neste feriado!)

Uma História III(Let's)


  
É...é impossível...isso é mesmo impossível...estava dormindo...a tanto tempo..que ningúem mas se lembrava.Estava acordada depois de 7 anos dormindo,depois que todos tinham perdido a esperança de me ouvir de novo,depois do acidente que me transformou em algo triste e vegetativo. Sete anos presa a uma condição lamentável de um vegetal!
Nestes sete anos que todos achavam que eu dormia eu estava viva por dentro e gritava por dentro - EU ESTOU AQUI!-
Ningúem me ouvia! Minha mãe com suas orações ao meus pés com seu choro que me sufocava...a ouvi falar algumas vezes que eu deveria morrer falava e me olhava nos olhos nunca vou entender isso talvez eu devesse perdoa-la...não vou esquecer todos que só choraram naquele quarto não vou esquecer o dia que Mauricio entrou chorou e disse que não poderia mas me esperar ..que iria embora para França tinha conquistado uma bolsa ...era médico ou ainda deve ser...não posso esquecer as tardes que meu pai colocou os rocks que eu gostava nem seu silêncio ao meu lado...não vou esquecer os gritos do dia que caí e toda aquele gente em volta de mim eu os ouvia,eu os via,mas não conseguia mais responde-los.
  No hospital quando eu acordei tinha uma moça sentada na janela com um sorriso complacente eu a olhei e tive certeza de ser um anjo ou anja e como eu vou saber disso!? Me sentei na janela com este anjo meia anja tinha entendido que morta eu não estava mas que viva eu também não estava! Eu tinha adormecido...Então me levou pelo mundo fui ver alguém ..alguém que chorou por mim...isso me prendeu no coma eu me puni! Eu não tinha coragem de enfrentar...Agora sete anos depois o meu anjo se pôs do meu lado de novo e acariciou com as pontas dos seus dedos meus pés,meu corpo e minha testa me sussurrou - E hora de voltar,Babi....-Acordei no meio da noite chamando por -EDÚ-
 Todos acham que o Edú foi mal comigo,não ele não foi..ele é meu maior pesadelo porque eu nunca ..nunca mesmo consegui ama-lo do mesmo jeito com a mesma entrega...então ...eu fugi dele namorando outros...vivendo como  louca os dias na floresta tinham ficado para trás eu não acreditava em mais nada até aquele o dia da "queda"...

sábado, outubro 9

Fogo e Cinzas

Não era o ódio era o fim. Fim de tudo.Fim daquilo que um dia chamei de amor.
Era chuva,vento e tempestade. Eu era fúria,som e liberdade.Estou só.
Estou dentro de mim..preciso imbernar,me recolher...renascer...queimei.
Só o que me resta são as cinzas e a vontade de fênix..

terça-feira, outubro 5

Iris ( Embora)

 

 

Íris

E eu desistiria da eternidade para te tocar
Pois eu sei que você me sente de alguma maneira
Você é o mais próximo do paraíso que jamais estarei
E eu não quero ir para casa agora
E tudo que posso sentir é este momento
E tudo que posso respirar é a sua vida
E mais cedo ou mais tarde se acaba
Eu só não quero ficar sem você essa noite

E eu não quero que o mundo me veja
Porque eu não acho que eles entenderiam
Quando tudo é feito para não durar
Eu só quero que você saiba quem sou eu

E você não pode lutar contra as lágrimas que não virão
Ou o momento de verdade em suas mentiras
Quando tudo se parece como nos filmes
É, você sangra apenas para saber que está viva

E eu não quero que o mundo me veja
Porque eu não acho que eles entenderiam
Quando tudo é feito pra não durar
Eu só quero que você saiba quem sou eu
E eu não quero que o mundo me veja
Porque eu não acho que eles entenderiam
Quando tudo é feito pra não durar
Eu só quero que você saiba quem sou eu

E eu não quero que o mundo me veja
Porque eu não acho que eles entenderiam
Quando tudo é feito pra não durar
Eu só quero que você saiba quem sou eu
Eu só quero que você saiba quem sou eu
Eu só quero que você saiba quem sou eu
Eu só quero que você saiba quem sou eu

domingo, setembro 19

Fiona Apple "Never is a Promise"



                   

Never Is A Promise (Tradução)

Você nunca verá a coragem que eu conheço
A riqueza das cores dela não aparecerá dentro de sua visão
Eu nunca brilharei do jeito que você brilha
Sua presença predomina sobre os julgamentos feitos em você

Mas enquanto o cenário cresce, eu vejo em luzes diferentes.
As penumbras e as sombras ondulam na minha percepção
Meus sentimentos se esticam e se alargam, eu vejo de alturas maiores.
Eu entendo que eu ainda sou muito orgulhosa para mencionar - a você

Você dirá que entende, mas não entende
Você dirá que nunca desistirá de olhar olho no olho
Mas 'nunca' é uma promessa e você não dispõe de meios para mentir

Você nunca tocará estas coisas que eu possuo
A pele das minhas emoções se aloja debaixo da minha própria (pele)
Você nunca sentirá o calor desta alma
Minha febre me queima mais profundamente do que eu jamais tenha mostrado - a você

Você dirá “Não tema seus sonhos, é mais fácil que parece”.
Você dirá que nunca me deixaria cair de esperanças tão altas
Mas 'nunca' é uma promessa e você não dispõe de meios para mentir

Você nunca viverá esta vida que eu vivo
Eu nunca viverei a vida que me acorda de madrugada
Você nunca ouvirá a mensagem que eu mando
Você dirá que parece tão ruim como se eu estivesse desistindo desta luta

Mas enquanto o cenário cresce, eu vejo em luzes diferentes.
As penumbras e as sombras ondulam na minha percepção
Meus sentimentos se esticam e se alargam, eu vejo de alturas maiores.
Eu percebo que eu sou agora muito esperta para mencionar - a você

Você dirá que entende, mas nunca entenderá.
Eu direi que nunca acordarei sabendo como ou por quê
Eu não sei em que acreditar, você não sabe quem eu sou.
Você dirá que eu preciso de apaziguamento quando começo a chorar
Mas 'nunca' é uma promessa e eu nunca precisarei de uma mentira.

sábado, setembro 18

Uma história - por Let's(II)



Não dormi...Edu estava de volta era mesmo um pesadelo... que eu tinha certeza que estava enterrado,agora eu não sabia de mais nada. Vi a neblina cair sobre a cidade -"o russo" -sussurrei para mim. Era assim que o povo de Minos chamava a neblina...russo...quantas vezes eu saia de casa com o russo a cair...a imagem se formou para mim..diante dos meus olhos parecia ..magia?!
Eu me vi sair de casa tinha ainda aquele cabelo desgrenhado longo e as sombracelhas sem fazer grossas...brincava com o vapor que saia da minha boca enquanto pedalava em direção da floresta Branca.
Quando parei de frente para a floresta vi  bicicletas  jogadas na relva de entrada joguei a minha também, fui para dentro da floresta estava mais branca que de costume segui meus instintos cheguei ao local do encontro com os olhos fechados. Todos me olharam com ar de surpresa e em seguida alguns debocharam. Edu estava lá era o mais velho de nós.
Quando Tritão foi ao centro do circulo fiquei quieta.Abaixei a cabeça fechei meus olhos e abri meus ouvidos e coração...senti a floresta pulsar meu coração falava numa língua que eu nunca aprendi.Acordei no circulo com o sol da dez da manhã me banhando o corpo. Edu estava sentado ereto de frente para mim. Tritão o guia do circulo estava quieto olhando para o mar que se erguia ao fundo da floresta virou-se quando eu abri os dois olhos caminhou para mim e sorriu - Babi..Babi..Babi!! Me esticou uma das mãos e me ajudou a sentar não a levantar ..me sentei e ele sentou-se a minha frente...e começou a falar - Não me lembro de muitas coisas,mas elas falam ao meu coração até hoje.
Quando a imagem sumiu o russo estava tão denso quanto naquele dia...tomada por uma vontade involuntária fui a garagem e descobri minha bicicleta velha o pneu estava murcho...ri...pensei no rídiculo ...peguei a moto e fui em direção da floresta Branca deixei a moto lá na entrada fechei meus olhos segui meus instintos e cheguei onde era feito o circulo da natureza...E quando abri meus olhos vi Tritão.
- Tritão! explodi num sorriso  e numa corrida para abraça-lo
Ele sorria me abraçou -Menina Babi...me olhou nos olhos e sumiu...corri de volta para moto me perdi...gritei o russo ficou mas denso...vi a casa de Melina banida de misericordia uma cidade vizinha pelo mal uso da magia fui até lá não tinha outro jeito.
A encontrei no balanço sentada presa no seu transe de tristeza me sentei do lado segurando sua mão. Rezando para que ela acordasse logo.

domingo, agosto 29

quinta-feira, agosto 26

live - Pain Lies On The Riverside - Mental Jewelery



Eu caminho e vc esta lá parado olhando para o nada....e não para mim..
sinto a vida acariciar minha alma ..meus cabelos e coração
queria seu amor...seu olhar e seu beijo
queria o céu ...a vida
a vida de volta para mim...a vida com seu cheiro
com seu amor..a vida com vc
queria sonhos rosa,vermelhos e azuis vc de volta para mim
o seu beijo de volta na  minha boca
o seu toque no meu corpo ..a sua paixão de volta a minha vida
o seu sorriso de volta para mim
seu tesão,sua força seu carinho
vc esta lá parado olhando para o nada e poderia estar olhando para mim ..mas não esta!
expulsa do seus sonhos...eu fui...a culpa foi só minha..só minha...
vc esta lá parado olhando para o nada e eu estou aqui sozinha olhando para vc...
vc não me vê e talvez não me queira mais...
mas eu caminho de volta em sua direção ....
quero q me veja...e me sinta..
de volta...vida...

sábado, agosto 21

MP13 - http://www.mp13.com.br/




gente...estou dando uma força espero contar com vocês também! By Let's

Uma história - por Let's

Música e diversão ...do que eu mais precisaria? Mas,nada..talvez uns beijos..talvez...a solidão estava me fazendo bem...comprei um vibrador e tudo estava indo bem.
Festival de "Rock de Minos" depois de quase 20 anos eu estava de volta a Minos. Voltava como uma das patrociandoras do festival voltei em silêncio eu não precisava aparecer mais. A cidade continuava como na minha infância e minha adolescência,pequena,linda e delicada. Continuava misteriosa,adorava aquela cidade e aquele jeito nebuloso que tinha no ínicio da manhã e o calor no resto do dia entre o mar e a serra.
Reencontrar velhos e bons amigos foi inevitavel e foi muito bom. O primeiro dia do festival ultrapassou as expectivas fui embora feliz e bebada até que ouvi aquela voz rouca de novo achei que a bebida tinha ultrapassado os limites do real afinal Edu estava casado e fora do Brasil segundo as notícias que por um acaso eu recebi. Mas, era ele mesmo com a mesma jaqueta de couro de sempre com o mesmo sorriso de sempre e com a mesma voz de sempre e eu me senti de novo com 16 anos. Sorri e resmuguei- Tô bebada mesmo?"- ri ele retrucou - Também estou! Como você esta?- respondi descendo os degraus da escada que levavam devolta a rua - Bem e vc?- ele não sorriu eu abri o portão fiquei de frente para ele e recebi um abraço -Bem agora que voltei..falamos amanhã? você esta bebada e acha que eu sou um fantasma!A casa continua a mesma coisa? Eu olhei para tras - Sim. Ele foi embora .Fiquei parada ali.Ele era o pior dos meus fantasmas ...continua

quarta-feira, agosto 11

Sem título

Preciso usar o tempo como força,como aliado. Não tenho motivos para ir nem para ficar...tenho muito para fazer e muito desejo para sentir.
Estou no pó,no chão,na lona e estou mesmo só.
Eu faço coisas erradas e tenho consciência disso e Deus/Deusa sabe disso também...caminho para o fim para minha condenação..nisso tudo tem uma coisa até é mesmo interessante...posso ser boa ou má posso ser eu ! posso ser o bem que influência para o mal...
Não sei o que é certo nem o que é de fato errado nem tudo que me mata e mal,mas o bem que eu faço para os outros só eu sinto o beneficio.
Me certifico que ainda há vida a minha volta.Gosto de ouvir o som da respiração morna do sono e o som sufocante do ato de amar.
Sou sombra meio branca,cinza talvez.Sou a pluma que paira ,que dança no vento, baila sobre os olhos de crianças e viro disputa e transformo em briga a brincadeira pacífica...
Eu mudo,sento e respiro ainda vivo sou mutante ser de estranha vida...
não quero mais escrever....

domingo, julho 18

Para você que me azucrinou hoje...-Dream On - Aerosmith




Quando bati de costas no chão ....a terra me envolveu numa nuvem suja de poeira.
Eu não era mas anjo..eu não era mas nada..perdida na terra em busca de novo da fé ..perdida no mundo em busca de mim...perdida no mundo...a missão era para ser simples..fácil até..mas não seria..Porque primeiro eu teria que me achar ...e depois os achar...acho que era assim que deveria correr. Mas o mundo deu uma reviravolta e eu não me achei eu tinha que os achar primeiro,ajuda-los ,guia-los ou induzi-los ao bem..ou ao mal..seja lá o que fosse esta era a minha tarefa..não era mas um anjo nem muito menos um demônio...O que eu era? Uma Dividida ...meu prêmio? Eu escolheria no final...só não desejo o mundo

sábado, junho 12

Cazuza - "O Nosso Amor a Gente Inventa

Com amor,Com ardor Para sempre...Gabriela. (by Lethéia)

                                          
  O Diário de Gabriela

As sensações eu já as conhecia a tensão,tesão e tudo que acompanha a loucura de estar apaixonada.
Era um amor perdido porque não dizer esquecido e muito bem resolvido,para mim era algo que tinha ficado lá onde eu deixei numa caixa colorida ,coisas de menina!Lá dentro da caixa estavam guardadas todas as cartas que documentavam um amor,uma paixão que durante longos e loucos 15 anos permaneceram mudas.
E então numa tarde boba até mesmo tola me vi diante de você de novo,frente à frente.
Me lembrei das idas e vindas do correio toda semana para lhe enviar cartas e toda semana eu recebia outra de volta numa troca mutua,atenciosa,silenciosa de uma paixão que não resistiu a distância e a vida.Adormeceu.E agora ela esta de volta acordada,forte me empurrando para um caminho que desconheço. Jamais andei por tal lugar,nunca senti tanto medo de chegar a lugar algum,nunca fui tão feliz ..e tão infeliz..
As horas passam e eu escrevo na escuridão da noite enquanto todos dormem com seus sonhos de Minerva  ou de Morfeu,seja lá quem for!
Eu estou sentada no escuro pensando e escrevendo,sorrindo e chorando esperando que em algum lugar alguém me ouça,me entenda,me console e me ame.Esperando que minha alma fique livre,que meu corpo a acompanhe que meus sonhos enfim se libertem.
O que me consome hoje não e esta dor de amor. O que me consome hoje e a possibilidade de nos perdermos,de nos magoarmos....que toda esta paixão vire para nós uma guerra de adultos machucados trocando acusações e se ferindo de novo mortalmente.
Atormenta me invade todos os dias mas também e ela que me acalma e me sustenta para que mas uma vez ela me empurre para um lugar que de novo eu não conheço.

domingo, junho 6

Poltergeist - Music Video

História de uma casa





O vento uivava por entre as árvores do bosque, a tempestade estava chegando,os raios partiam o céu iluminando toda a região,os pingos de chuva caiam rapidamente e o velho sino da praça repicava insistentemente enquanto que os moradores corriam de um lado para o outro.
Um grupo de jovens,neste momento,reuniam na sala para conversarem. Um deles olhava a chuva grossa com os olhos fixos na casa da beira do lago e percebia que as janelas batiam com força e se assustava com a violência dos raios e trovões quando começou a falar com uma voz baixa e arrastada a historia da casa do lago,toda a sua beleza e o seu terror e era mais ou menos assim:
- Tudo começou no século passado,um parque se instalou uns metros dali,onde morava um jovem casal .Logo na noite de estreia ,os fatos estranhos começaram a acontecer.
A janela do sótão batia insistentemente.A jovem subiu até lá para fechar quando se viu encantada por uma melodia,debruçou-se na janela e pôs-se a ouvir.Sabia que vinha do parque e assim foi até o dia que o parque foi embora. A jovem passava dias a fio ,triste,sem se alimentar um dia,tempos depois, o parque voltou e junto a melodia. O jovem marido se animou pois,assim sua doce amada esposa voltava ao que era antes. Desta vez o parque demorou mais,um dia a cidade acordou e o parque já havia ido embora e com ele a doce jovem esposa. O seu  marido ,muito apaixonado que era,enlouqueceu e morreu depois de saudades da esposa. E dizem que até hoje ele a espera na varanda de seu a casa,de chapéu e cravo na lapela sentado na cadeira de balanço que range o dia todo a noite toda sem parar.
E alguém pergunta:
- Que cadeira?
O raio corta o céu ouve-se um estrondo e um vento frio passo por entre eles.

quinta-feira, maio 27

Apocalyptica-Unforgiven (gothic art)

O vento batia de leve.Era ela no penhasco.Era ele no barco.

Uma vida inteira de espera,amor e distância. Agora ele estava ali  tão próximo que seu perfume a alcançava.O sorriso leve dos lábios finos se abriram num belo sorriso ergueu os braços em direção do céu e desceu as escadas que ladeavam o penhasco o barco já se dirigia ao pier que havia ali.
Os passos eram firmes nas pedras da escada as lembranças das noites de sonho, as cartas,os telefonemas, as contas de telefone ( ela sorriu disso) das lágrimas de saudade de um amor que só vira pela Internet. Agora a poucos metros ele estaria ali em sua frente, de repente lhe tremeu o corpo e pensou em casos que encontros como estes terminavam tragicamente espantou o pensamento e continuou descendo em direção ao barco que atracava.
Quando chegou ao pier ele já estava em pé fora da embarcação com uma bolsa de viagem. E sorria um sorriso forte,era alto com traços fortes,braços fortes e era grande!
Sorriu.Correu,como menina adolescente apaixonada e ele a ergue no alto dos céus a rodopiou lá no alto e caiu com ela no mar.
Os olhos dela não acreditaram no que virão ele a jogara na agua fria da baía porque?
Ele veio a tona e riu ela riu se beijaram e ele a levou para o fundo.

sexta-feira, abril 30

Me deixe ou me leve...

Me deixe ou me leve...
Por onde for por onde passar...
Me deixe ou me leve...
Eu posso ajudar..eu posso amar
Me deixe ou me leve..
Não me traga de volta!
Quem disse que se ficar eu vou continuar?
Quem  disse que se eu for ..se eu for ...eu não volto!
Jamais! Jamais ! Nunca mais!
E melhor que me leve...e melhor que me deixe...me deixe longe
Me deixe longe daqui ....me leve...me deixe longe...

Era tão frio,tão acolhedor. Era a dor.
O vento e o amor eram tão próximos tão estranhos doloridos iguais.
Era dilacerante...as teclas do piano ...precisas..impiedosas ..eu ouvia
Me deixe...eu cantei ,me leve eu peço-te.
O vento, o doce dos lábios, o veneno ...suave...o mundo gira
Esta me levando,me dê as mãos.
Mãos frias. Sinto seu apertão ..não me deixe...Me leve..
Sou sua garota. Aquela garota má de todas os dias.
Aquela menina que ria, que horas sorria e que horas chorava.
Me leve...já não sei onde está..eu não sei onde estou ...Eu choro.
Me leve..não me solte..estou tão alto..estou tão longe..estou tão livre.
Tem vento, cabelos soltos,sorriso de alívio,abro os braços e abraço o mundo.
Livre. Eu não vou voltar nunca mais.

sábado, abril 17

Kiss - Forever



Eu não sou mas, o que era antes. Eu sou agora o que eu não queria ser. Sou à espera. O medo e a Incertesa. Não quero fugir. Mas,também não desejo morrer, também não quero matar ....Não sei quando isso vai acabar e se vai acabar. Só sei que quero paz! Tenho um grito preso no fundo da garganta, no fundo alma e no fundo do coração. As pessoas são surdas? Ou somente ouvem aquilo que lhes convém? Vencer,matar e morrer .Assim se vive. Quem não vence morre. Quem ganha tem que matar! Cruel e verdadeiro.
Até onde se pode viver? E amar? Odiar? O que não me é permito? O que eu sou? No que me trasformei? E o que ainda pode vir sobre mim? Eu não sei ... nunca sei...só sei que minto, que finjo e que tenho dor. Que a vida me engole... e que tem formas de ondas gigantes de água gelada, azul me jogando de um lado para o outro me virando ,me afundando e me matando.

As Luzes serenas a calmaria a noite e o sono.Não posso dormir! Ou e o sono que não vem?! Que não chega nunca?!
Quem quer viver ? Quem precisa ter tantas perguntas ? Talvez finalmente depois desses anos todos eu ...eu acho que sempre fiz tudo errado porque as coisas nunca deram certo! Minhas perguntas estão erradas! Quais são as perguntas certas? E as respostas onde eu as encontro? Não quero ficar uma velha surda sem historias para contar, quero ir para o asilo e ter muito que falar...não quero me afundar em pensamentos e esquecer de onde vim e quem sou....Afinal ...QUEM EU SOU?

sábado, abril 10

"E se eu desmoronar....."
Estou a horas parada,olhando para o teto,não penso em nada. Não vejo nada. Não sinto nada. Acho que acabou.Não existe sentimentos,nem lágrimas e dor. Não existe mas nada.
Fica a pergunta : Será que um di houve algo? Sera que senti algo? Sera que vivi? Plenitude?
Nunca vou saber. As últimas gotas ...vermelhas se esvaem....o corte dessa vez fora profundo e da maneira correta. Do alto do quarto eu percebi que meus olhos eram verdes,que meus lábios eram quase rosa,que minha pele era branca imaculada.nunca tocada. Nunca amei,nunca fui amada. Era a decisão certa. Morrer.
A faca brilhava no chão no meio da possa de sangue.E refletia algo preso por baixo do meu colchão.
Era um saquinho e dentro tinha uma oração. -" Para sua proteção" vovó me disse.
Nunca li o que estava escrito lá. E agora  talvez não fosse a hora de ler.
Fiquei ali no quarto me olhando e achando tudo estranho. Derepente me deu uma vontade de voltar ...de ser eu de novo,mesmo sendo daquele jeito. Ninguém me acharia antes da segunda...era apenas sábado. O dia do descanço para alguns e o dia de trabalho para outros.O domingo viria preguiçoso e eu estaria ja fria e dura. Algo correu em mim. meus sentimentos terrenos ainda estavam fortes demais em mim. Foi quando nun canto do quarto vi uma luz pequena se movendo agitada de um lado apra o outro. Derepente se voltou para mim. - Arrenpendida?- falou mansa. - Pelo seu olhar muito arrependida-
-Sei que não tem volta....mas queria voltar.
-Entendo. ..eu acho...olhou bem de perto o meu corpo pendurado na cama com os brços esticados para o chão...você tinha belos olhos verdes..nunca os viu não é?
-Não,só agora.
-Perdeu uma bela capa...continuou observando o corpo.
- "Capa"? quiz dizer corpo?
-Capa mesmo. Você mesma sabe que era só uma capa. Escrevia isso a todo instante. Que esta no espelho não era você....
-Como sabe disso? espantei-me
-Sua proteção sua avó nunca deixou de mentalizar sua proteção. Uma proteção bilateral. Mas você nunca a leu.Não ajudamos quando não somos convidados.
-Mas e agora?Quem vai me achar?
-Infelizmente, sua avó. Ela ja esta a caminho. Sinto as batidas do coração aceleradas, o tremor, a necessidade de ve-la viva.
-Quero voltar! Me diga como!
-Não tem como...
-Um folego...eu vou lutar...
-Não posso fazer isso. Você e uma suicida!
-Mas,arrependida...chorei como nunca antes ...
Ver tudo que se passou depois foi como estar anestesiada...
Além de estar morta tinha uma dívida....e dívidas sempre são cobradas....estava com medo...não senti quando a pequena luz virou uma labareda de fogo e me lambeu....






"

terça-feira, abril 6

Então é isso....só uma música um beijo e era o fim.
Quando as coisas nos atropelam e simplesmente sentamos no meio do caminho...só existe o esperar...mas esperar o que? Sonhos, planos ..esperança? Sabe,quando você senta e chora de cansaço e olha para atras de sí e descobre que nada foi real que tudo foi imaginação e que todo o passado foi sonho.Você não tem onde se pegar ou onde se segurar, nada te cura ,nada e capaz de te consolar ,nada e capaz de conter suas lágrimas não existe ódio ou ira somente aquela dor que por vezes te faz soltar um gemido que se parece até com um palavrão. Não existe mas nada. Você ja não existe. Eu ja não existo.
Aquela solidão que não te consola,nem te conforta e nem de diz o que você precisa. Aquela oração chorosa que ninguém ouve. Aquela dor de estar sentado no chão do quarto abraço aos joelhos ,o soluço da certesa que nisso você está só. Triste. Só...Só..Só...
E o dia nasce. Você não dormiu ,mas se levanta com o turbilhão da noite insone e chorosa. Rosto lavado e óculos para disfarçar o que a dor lhe causou. Vez por outra as lágrimas ainda lhe brotam nos olhos e as  engulo o dia não e o melhor horário para chorar. A noite encobre os sonhos,as lágrimas e a dor. A noite acolhe sua tristesa, seu desespero e sua falta de esperança.


Perdi i rumo, o foco ....sabe qaundo os sonhos morrem? Quando você vai dormir e sonha que tudo esta dando certo,sonha que comprou aquela casa, o carro que ganhou aquele beijo? Eu ja não sonho mais.

sábado, março 27

The Kill -30 Seconds To Mars feat e Pitty

Então...e o fim...


Começo este post hoje dizendo : Eu ousei  sonhar e tirei meus pés do chão e vi o quanto o céu pode ser bonito. E vi o quanto dar medo subir tão alto.
E ousei sorrir e baixei a guarda. Senti o vento no rosto. Sorri ao sentir meu coração bater forte. Chorei.
Chorei, muito. Me entreguei.Então cai. Uma queda. Bati com o corpo todo no chão. Meu coração parou.
Minha mente ainda funciona.
Hoje eu vi que tudo que tudo que vivi e meu maior algoz. Estou quieta agora ,mas não em paz. Por que os sonhos me foram tirados, fui ingênua, tênue e triste,não fiz as escolhas certas fui morta porque fui boa e sincera, talvez não tenha sido tão amiga,mas fui sincera e dedicada.
A faca entrou pelo lado direito do meu pulmão e alcançou minha garganta não tive voz para alçar e contar a verdade. Quando eu vi e percebi estava no meio de uma rede... uma intriga. E agora estou no chão.

Me disseram: - Bem vinda ao mundo real!! Esta e a vida !! Acorda menina!-
Abri meus olhos e senti toda a dor possível de se sentir, a ferida,o bolo na garganta e o orgulho ferido.
Não esta sendo facíl,não é facíl...você fazer até o impossível para que tudo funcione para que você tenha seu lugar. Nunca quiz tirar o lugar de ninguém,nem quando me foi proposto..eu nunca aceitaria.E assim eu não tirei o lugar de alguém ,mas tiraram o meu.

Esta semana foi infernal,com choros e lágrimas sem motivos aparentes.
Hoje eu estou negligente. Nem  me olhei no espelho pq sei que a aparência não deve estar boa.Estou irritada e muito ranzinza.Quem sabe hoje depois desse post meu coração se aquiete e o meu sono chegue com canções de ninar que eu durma sem sonhos nem pesadelos. Quem sabe amanhã eu acorde eu de novo. Com vontade de novamente tentar voar,com novo sonho e forças renovadas.

Lamento.Lamento e muito o que me ocorreu. Lamento nem poder dar nomes aos bois ou vacas neste post seria anti ético,mesmo sabendo que não foram nada éticos comigo. Lamento não ter cuspido na mesa, por não ter dançado o cha cha nos corredores,por ter ido mas de uma vez trabalhar doente,lamento ter ido trabalhar domingo deixando minha família de lado,por todos os dias que fiz horas extras....
Fui sincera,nunca fui indiferente a ninguem,nunca fiz distinção..mesmo quando fui compilida a isso ...- Chefe não pode ter fala mansa tem que mandar.- Engoli seco. E continuei minha jornada. Que acabou na terça-feira dia 23/03/2010 num golpe que me pegou por trás atravessou meu pulmão e calou minha voz. Chorei. Vim embora para casa com o sol como testemunha,com as lágrimas que desciam sem controle do rosto.
Eu sei que fiz o meu melhor e sei que nunca quiz o lugar de ningúem...infelizmente as pessoas são complicadas e tristes.
Obga á todos e bom fim de semana